O Prisioneiro da Grade de Ferro

30/04/2021

Sinopse: este premiadíssimo documentário é um perfeito complemento para o sucesso popular de Carandiru, de Hector Babenco. Marca a estréia na direção de longa-metragem de Paulo Sacramento, ex-presidente da Associação Brasileira de Documentaristas seção São Paulo (ABD - SP) e produtor e montador de Amarelo Manga (02), entre outras atividades. O que é devidamente romanceado na adaptação que Babenco fez do livro investigativo Estação Carandiru, de Drauzio Varella, torna-se aqui realista, por se tratar da leitura que o diretor fez do livro homônimo do jornalista Percival de Souza, escrito em 1983. É um retrato preciso da realidade interna das prisões brasileiras, em especial porque, em boa parte do tempo, a câmera é entregue nas mãos dos próprios detentos, que registram seu cotidiano de forma íntima e autêntica. O sistema carcerário brasileiro é desnudado de forma clara e direta, sem intermediários. Desta forma, perambula-se pelos desafiantes corredores internos do presídio do Carandiru, desativado em 2002. É um retrato inteligente e no mínimo contundente sobre um mundo alheio à grande parte dos espectadores. Documento de insuspeita importância social, o filme de Sacramento é também um dos melhores trabalhos documentais do cinema da retomada. Festival do Rio - Prêmio Especial do Juri.

Temas para debate: falência do sistema prisional; humanidade das penas; funções da pena; seletividade penal.